×

Bens de consumo

O mercado para bens de consumo é muito diverso e altamente competitivo. De modo a ter sucesso neste setor tão acirrado, as empresas devem ser capazes de satisfazer a demanda dos consumidores de modo mais rápido e eficiente possível. Com a expansão de catálogo combinado com a grande flutuação sazonal da demanda, manter os níveis de estoque sob controle é um grande desafio para atacadistas e distribuidores de bens de consumo.

Com o Slim4, atacadistas e distribuidores podem retomar o controle sobre seus produtos de modo a reduzir o nível de estoque em até 30% enquanto simultaneamente aumentar o nível de serviço em até 99,5%.

Níveis de serviço: otimize o investimento em estoque

Atacadistas e distribuidores dependem do alto nível de disponibilidade para satisfazer a demanda dos consumidores. Enquanto que atingir 100% de serviço para todos os itens possa ser uma utopia, na realidade, isso tampouco é viável financeiramente quanto benéfico para a performance da empresa. Afinal, enquanto alguns produtos devem ser mantidos no estoque por todo tempo, há outros produtos que não justificam sua presença no estoque tampouco a retenção do inestimável capital de giro. Como resultado, as empresas devem focar seus investimentos em capital de giro nos produtos que são mais requisitados.

Através da utilização da função avançada de análise ABC do Slim4, atacadistas e distribuidores de bens de consumo podem habilitar dinâmicos níveis de serviço para cada item do catálogo. A partir das regras em curso na empresa, o Slim4 garante que as empresas possam manter o nível ótimo do estoque de segurança. Por fim, com o Slim4, as empresas podem otimizar a disponibilidade de todo o catálogo enquanto simultaneamente minimizar o capital investido no estoque.

Reabastecimento automatizado: maximizar a disponibilidade

De modo a manter níveis consistentes de disponibilidade, atacadistas e distribuidores devem adotar um processo efetivo de reabastecimento. Contudo, com um quantidade vasta de itens combinada com grandes lead times que dependem de uma base de fornecedores global, garantir que os processos de reabastecimento sejam efetivos é um desafio enorme. Através da automatização de todo o processo de reabastecimento de 95% do catálogo, o Slim4 alivia a tensão, permitindo que as equipes de supply chain possam focar seus tempos e atenção em eventos mais importantes.

Considerando a sazonalidade de produtos, as recorrentes promoções, pedidos confirmados e níveis de serviço desejados, assim como tantos outros fatos, o Slim4 determina automaticamente o momento mais apropriado para se fazer o pedido e em qual quantidade. Para itens com padrões de demanda mais irregulares ou sem históricos, a exemplo de produtos em lançamento, o Slim4 automaticamente notifica a equipe de planejamento. O resultado: atacadistas e distribuidores podem usufruir de um processo mais harmonioso de reabastecimento.

Dados transacionais do nível de consumidor: entendimento exato dos requisitos do consumidor

Para tomar decisões informadas de gerenciamento de estoque, as equipes de supply chain devem ter insights claros e confiáveis sobre a demanda. Dado que uma típica base de consumidor para um atacadista ou distribuidor de bens de consumo pode englobar desde cadeia de varejo multinacionais até consumidores finais, rever demanda em um nível total é simplesmente insuficiente. Afinal, quando se considera que o comportamento de compra diferirá enormemente entre diferentes grupos de consumidores, as equipes de supply chain devem ter a visibilidade da demanda no nível granular do consumidor de modo a garantir decisões ótimas de estoque.


Aumene o fluxo de caixa com o Slim4!

Slimstock Brasil Office

Slimstock Brasil

Rua Jaceru 225
Vila Gertrudes, São Paulo (SP)
brasil@slimstock.com
+55 (11) 996 399 484

Entre em contato

A líder européia em otimização de estoques está no Brasil para fazer empresas crescerem e prosperarem. Nossos clientes confiam no nosso conhecimento e na nossa experiência.

“Com o auxílio do Slim4, reduzimos nosso estoque em $42 milhões para $36 milhões.”

Gerente Corporativo de Operações de Supply Chain

TOPO